Meretrizes do Medo 14 anos de fracassos

Meretrizes do Medo 14 anos de fracassos

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Vito Ardito Lerário, O homem que mandou Matar as MERETRIZES DO MEDO


Quem é Vito Ardito Lerário, O homem que mandou Matar as MERETRIZES DO MEDO?



Vito Ardito Lerário
Local de nascimento : SP - São Paulo
Data de nascimento : 20/07/1941
Sexo : Masculino
Estado civil : Casado
Grau de Instrução : Superior Completo
Principal atividade Outras; é formado em engenharia agrônoma
pela UNITA(Universidade de Taubaté).
É neto de imigrantes italianos.

Eleito para prefeito de Pindamonhangaba(SP) em 1996, 2000, e 2004
pelo PSDB. Iniciou-se em 1984 como vereador pelo PMDB.
Em 1988, juntamente com Geraldo Alckmin Fº, Francisco Vieira Fº, o "Chesco"
e demais baluartes regionais e nacionais, funda o PSDB, então dissidência de Direita
do PMDB. Foi Vice-Prefeito de Chesco(que também foi vereador e prefeito de Roseira,
em 1986 e 1990 respectivamente; onde também um primo seu foi vereador na cidade) em 1992.

Um dos mais experientes políticos da cidade de Pindamonhangaba(SP). Suas gestões foram consideradas importantes para o desenvolvimento da cidade. Fortaleceu a Industria pesada, implantada ali desde 1979, pelos antecessores. Seu Ápice foi o recebimento do título "Político do Ano de 2000" pelo Jornal Vale Paraibano, pela honra da cidade de ser chamada pela FIESP(Federação das Indusrtias de São Paulo) e CNI(Confederação Nacional da Industria) de Capital Nacional do Alumínio.
Recebeu tamanha colaboração do Governo Estatal para a infra-estrutura habitacional em muitos bairros da cidade -- sobretudo em Moreira César, onde odéficit habitacional era um dos mais baixos. Solucionou o problema do acesso do Distrito de Moreira César pela Via Dutra(KM 86) para dar segurança aos habitantes do distrito e, demais motoristas que precisavam entrar na cidade, principalmente, clientes das indústrias na região.

Com tantas boas realizações pensando na população, também tornou-se notório pelas atitudes absurdas. A Mais gritante foi ocorrida no seu segundo mandato: Moradores do Bairro Laerte Assumpção formalmente solicitou ao executivo municipal por melhorias no bairro. Tomado pelo nervorsismo desnecessário, chamou-os inconciente de Favelados. Também ocorreu outra gafe do gestor referindo-se aos educando da Patrulheiros Dom Bosco de Pindamonhangaba, que em 1999, pagou o pato pelo comportamento de um grupo pequeno de adolescentes pobres que estudavam na instituição.

A Empresa de Ônibus Passaro Marron, que na época fazia o transporte urbano na cidade, e aliada do executivo municipal, reclamava ferozmente do comportamento desse grupo de adolescentes pobres. Sua atitude de imediato, foi pensando nos munícipes, mas teve efeito contrário: A Instituição fechou suas portas por 4 anos. Milhares de educando ficaram desocupados, e muitos foram pra outras cidades da região(Taubaté por exemplo); outras sem condições financeiras, partiram para o crime.

Suas Benfeitorias que tanto beneficiaram a cidade, infelizmente foram manchadas pela mácula. Em 2004 tentou eleger um sucessor, más foi derrotado pelo atual gestor João Antônio Salgado Ribeiro(PPS). Uma vez que não poderá mais leleger prefeito pela quarta vez, descobriu-se atos impublicáveis que desonrou não só a si, como seus eleitores e municipes, como o uso indevido da imprensa para fazer propaganda de suas administrações, com a intenção de calar opositores e impedindo a livre expressão de modo indireto, a distribuição de víveres não autorizada pela Justiça Cível e Eleitoral, entre muitos já confirmados.